esperandovoce

Archive for the ‘Tristeza’ Category

Oi Amigos e amigas, sei que vocês já sabem que meu bebê é uma menina, descobri na sexta feira agora dia 14 de outubro e já tratei de colocar no Facebook. Muitos me perguntam o porque de eu ter escolhido colocar o nome da minha filha de Juliana, alguns já sabem a história, outros acham que sabem e outros acham que é só porque o nome é bonito. Quis vir explicar para vocês com todo amor do meu coração:

JULIANA foi uma amiga mais que querida que Deus deixou viver aqui durante 23 anos e dar muita alegria para a família e para os amigos, era uma menina muito alegre, divertida e engraçada, LINDA,  cheia de charme e vida, amava a vida e se divertia bastante, vivia com intensidade (como ela só), a gente não entende o porque e nunca entenderemos porque Deus a levou, meu coração se encheu de dor o dia que a Juliana foi chamada para descansar ao lado de Deus, sei que ela está pertinho dele, pois vivi ao lado dela durante 15 anos, e nos últimos dias de vida dela aqui eu estava perto e conversei e abracei e sabia que a vida dela estava agradando a Deus.

A Juzinha foi embora dia 05 de julho de 2009 e essa data (apesar de ser a data do aniversário do meu maridão) me trazia muita dor. Eu queria engravidar e estava tentando desde outubro de 2010, fazia teste de fármácia quase de 15 em 15 dias…e nada. Foi quando eu desencanei, arrumei um emprego blaster maneiro em sampa na Red Bull , um dia antes de dizer sim a Red Bull fiz o teste de farmácia e deu negativo, aceitei o emprego e logo comecei. No primeiro dia de trabalho passei muito mal, e achava que era por estar andando de fretado, mas os enjôos não passavam, achei que estava com gastrite e fui ao médico, ele me pediu um teste de gravidez de sangue, eu nem sabia que estava atrasada, só percebi quando o médico me perguntou e eolhei na minha agenda O.o Fiz o exame desacreditada pois fazia menos de duas semanas que havia feito o de farmácia, quando peguei o resultado, precisei passar num clínico geral, depois no ginecologista e por último por não estar acreditando, fiz o um ultrassom, foi aí que dia 05 de Julho de 2011 eu ouvi o coração do meu nenem, e essa data que antes me fazia chorar de tristeza, me fez chorar de alegria 🙂 Senti o carinho de Deus, no mesmo dia (5 de Julho)em que o coração da Juliana 1 parou de bater, eu ouvi pela primeira vez o coração da Juliana 2.

Não acredito em reencarnação, cada um acredita no que quiser, eu não acredito, tenho meus motivos e acho que Deus é criativo demais para ficar usando a alma de outra pessoa para fazer uma nova, eu acredito que cada pessoa tem sua alma novinha quando nasce. Não estou colocando o nome da minha filha de Juliana por achar que a Ju vai reencarnar na minha filha e não me julgue dizendo que estou fazendo uma homenagem a alguém que morreu e que depois que morrem todas as pessoas “viram santas” eu sei muito bem que a Juliana não era uma santinha e sim, nós brigávamos como todos os amigos brigam e por isso mesmo eu a amo para sempre, ela era minha melhor amiga, minha melhor  parceira de aventuras  e não morreu, ao menos em meu coração e no coração de muitas pessoas que a conhecia. Não homenageio alguém que morreu, mas alguém que vive no meu coração em um lugar que jamais será ocupado por outra pessoa, pois a Ju é insubstituível para mim.

Eu não fiz essa homenagem para ela quando ela estava viva, mas ela sabia do meu amor por ela, e as duas últimas vezes que a vi, foram lindas:

Uma foi no último domingo que ela cantou (uma semana antes de ela partir) a Ju me viu sorrindo para ela enquanto ela cantava e com certeza viu meu olhar de orgulho (porque eu estava muito orgulhosa) eu mandei um beijinho para ela e ela sorriu e ficou sem graça, foi um domingo incrível, as músicas, o ambiente na igreja, estava tudo perfeito, com certeza ela estava num momento lindo com Deus. Outra foi uma sexta antes de ela partir, nós nos encontramos e estávamos com uma blusa igual, ela virou e disse: rárárá como a gente tem bom gosto e acaba comprando coisas iguais sem saber, nós nos abraçamos eu olhei para o noivo dela e disse, olha aqui, se você magoá-la eu bato em você por que amo demais essa menina viu! E foi nosso último abraço com direito a elogios 🙂

E quando me casei e começamos a pensar em filhos, meu marido sugeriu que se fosse menina, poderíamos colocar o nome de Juliana em homenagem a minha melhor amiga que infelizmente ele não conheceu, mas sabe o quanto a amo, eu achei o máximo e concordei, por isso o nome da nenem é JULIANA, quero que minha filha aprenda desde cedo a dar valor ás pessoas que merecem, amar quem merece ser amada e quero contar muitas histórias para ela sobre eu e a Ju, quero que minha filha saiba que o nome dela foi escolhido com muito amor no coração, com muito carinho e que não existe nome mais lindo para ela receber do que o nome da minha melhor amiga a quem eu nunca vou deixar de amar e que faz falta a cada segundo. Não foi aleatório, ou porque é o nome da moda, ou porque foi alguém famoso, ou pelo significado literal do nome, mas pelo significado que tem para mim e  porque é um nome que é doce ao meu coração.

Espero que você tenha entendido, e que se você conheceu a Juzinha 1 ,não se esqueça de que seus melhores amigos devem receber o seu amor a cada dia, para que o dia que Deus chama-lo (a) você possa ter a consciência tranquila de ter dado o devido valor, se eu tivesse brigado com a Ju sem pedir perdão ou não tivesse dito que a amava a tempo, talvez não teria coragem de homenageá-la, mas eu a amei e fiz ela saber que eu a amava, por isso ela vai continuar viva em muitas conversas e em meu coração.

Um beijo

ReSanOlli 🙂

ps: as fotos estão em baixa porque eu tinha no antigo orkut e só consegui salvar assim, as originais estavam com a Ju e o micro que estavam as fotos deu pau assim que ela se foi, TODAS as fotos foram perdidas, os pais dela não recuperaram, por isso se você tem fotos da Ju originais me enviem no email rejanepoconceicao@gmail.com pois estou tentando conseguir fotos dela adulta para dar aos pais dela 🙂 obrigada.

Terça a noite soube de uma notícia triste, não foi a primeira vez que soube de algo parecido, mas foi a primeira vez que realmente fiquei triste.Uma colega, que engravidou no mesmo período que eu, e que inclusive queria tanto ou mais do que eu ,infelizmente perdeu o bebê, teve um aborto espontâneo.

Quando alguém me contava que uma conhecida havia perdido o bebê, eu ficava triste, sempre achei algo triste ver a gravidez sendo interrompida, mas ontem fiquei bastante chocada.

A gravidez é algo que nos deixa com certos medos, um deles é que se algo acontecer ao bebê enquanto estiver em nossa barriga, é só culpa nossa! Então a dor é de perder o neném e de ter que carregar a culpa, eu sempre falo para meu marido; “essa com certeza é a maior responsabilidade que já tive que assumir, pois se algo acontecer a este bebê a culpa será minha, minha culpa de não me alimentar direito, minha culpa de não me cuidar direito, minha culpa de não tomar as vitaminas direitinho, de não tomar água o suficiente, de não descansar o suficiente, minha culpa se pegar peso demais, minha culpa, minha culpa,minha culpa!”

Estranho, mas verdade, uma mulher quando sabe que está grávida já começa o processo de “virar mãe” já começa a ter milhares de responsabilidades por sua vida e pela vida do neném que irá chegar. Não interessa se estamos grávidas apenas há um dia, uma semana, um mês, nós já criamos uma expectativa enorme, já estamos curtindo uma felicidade sem comparação, fazendo planos, entrando em sites e em lojas de bebês para ver tudo o que existe nesse mundo de cores e cheiros gostosos, já ganhamos presentinhos e já recebemos o tão sonhado PARABÉNS daqueles que se importam conosco, já colocamos uma frase linda na Web e contamos para o mundo todo a nossa volta o quanto estamos felizes…e agora, como devolver os sorrisos que ganhamos e tudo o mais?

O pior de tudo são as pessoas nada carinhosas dizendo uma das frases mais horríveis para o momento “Era só um embrião” Gzuuuiiiiiizzz é uma vida,  já tem um coração que bate forte!NUNCA, NUNCA diga para uma mãe que é ou era só um embrião! Quando engravidamos já o chamamos de bebês. E se não tiver nada de bom para falar não fale nada, só abrace.

Espero que Deus a conforte e conforte todas as mamães que tiveram seus sonhos interrompidos e por favor tentem não se culpar tanto, nossa cabeça e nosso coração querem o melhor para nossos bebês, mas nosso corpo não nos obedece como queríamos, busque o Papai do céu, converse com Ele, fique ao lado de seu companheiro e de seus amigos, não se isole e lembrem-se você é linda e logo terá um bebê morando dentro de você, portanto se prepare de novo para começar a jornada,não desanime e acredite da próxima vez vai dar tudo certo.

Eu estou na torcida por você!

Beijos

ReSanOlli

Tags: