esperandovoce

[Aborto]Compartilhando a dor alheia

Posted on: julho 21, 2011

Terça a noite soube de uma notícia triste, não foi a primeira vez que soube de algo parecido, mas foi a primeira vez que realmente fiquei triste.Uma colega, que engravidou no mesmo período que eu, e que inclusive queria tanto ou mais do que eu ,infelizmente perdeu o bebê, teve um aborto espontâneo.

Quando alguém me contava que uma conhecida havia perdido o bebê, eu ficava triste, sempre achei algo triste ver a gravidez sendo interrompida, mas ontem fiquei bastante chocada.

A gravidez é algo que nos deixa com certos medos, um deles é que se algo acontecer ao bebê enquanto estiver em nossa barriga, é só culpa nossa! Então a dor é de perder o neném e de ter que carregar a culpa, eu sempre falo para meu marido; “essa com certeza é a maior responsabilidade que já tive que assumir, pois se algo acontecer a este bebê a culpa será minha, minha culpa de não me alimentar direito, minha culpa de não me cuidar direito, minha culpa de não tomar as vitaminas direitinho, de não tomar água o suficiente, de não descansar o suficiente, minha culpa se pegar peso demais, minha culpa, minha culpa,minha culpa!”

Estranho, mas verdade, uma mulher quando sabe que está grávida já começa o processo de “virar mãe” já começa a ter milhares de responsabilidades por sua vida e pela vida do neném que irá chegar. Não interessa se estamos grávidas apenas há um dia, uma semana, um mês, nós já criamos uma expectativa enorme, já estamos curtindo uma felicidade sem comparação, fazendo planos, entrando em sites e em lojas de bebês para ver tudo o que existe nesse mundo de cores e cheiros gostosos, já ganhamos presentinhos e já recebemos o tão sonhado PARABÉNS daqueles que se importam conosco, já colocamos uma frase linda na Web e contamos para o mundo todo a nossa volta o quanto estamos felizes…e agora, como devolver os sorrisos que ganhamos e tudo o mais?

O pior de tudo são as pessoas nada carinhosas dizendo uma das frases mais horríveis para o momento “Era só um embrião” Gzuuuiiiiiizzz é uma vida,  já tem um coração que bate forte!NUNCA, NUNCA diga para uma mãe que é ou era só um embrião! Quando engravidamos já o chamamos de bebês. E se não tiver nada de bom para falar não fale nada, só abrace.

Espero que Deus a conforte e conforte todas as mamães que tiveram seus sonhos interrompidos e por favor tentem não se culpar tanto, nossa cabeça e nosso coração querem o melhor para nossos bebês, mas nosso corpo não nos obedece como queríamos, busque o Papai do céu, converse com Ele, fique ao lado de seu companheiro e de seus amigos, não se isole e lembrem-se você é linda e logo terá um bebê morando dentro de você, portanto se prepare de novo para começar a jornada,não desanime e acredite da próxima vez vai dar tudo certo.

Eu estou na torcida por você!

Beijos

ReSanOlli

Anúncios
Tags:

1 Response to "[Aborto]Compartilhando a dor alheia"

Oi Re… puxa que triste… sinto muito pela sua amiga….realmente a perca é grande, nao importa de quanto tempo foi, quanto tempo durou…
Mas o mais importante mesmo, é ter fé e sempre (mesmo neste momento dolorido) agradecer à Deus, pois é somente ele que pode nos confortar…
Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


  • Nenhum
  • ReSanolli: E nós de você! <3
  • ReSanolli: Ah, como vcs fazem falta! Espero que tudo esteja bem <3
  • Ariane: Mãe de menina! A Ana Clara também é mais que filhinha é minha melhor amiga, é gratificante dar e receber tanto amor! Parabéns! Filho é tudo! Sa
%d blogueiros gostam disto: